O Que São Essas Misteriosas Luzes Que Aparecem Na Lua? 1
Tecnologia

O Que São Essas Misteriosas Luzes Que Aparecem Na Lua?

Acontece algumas vezes por semana. Às vezes, são só breves flashes de claridade que aparecem pela superfície da Lua. Outras vezes, duram mais tempo. E algumas vezes há lugares que escurecem temporariamente. Os cientistas não sabem exatamente o que é que está causando o aparecimento destas misteriosas luzes no nosso satélite natural. Uma das hipóteses é que são causadas por impactos de meteoritos. Ou pode tratar-se de partículas de vento solar eletricamente carregadas que reagem com o pó lunar.

“Também foram observadas atividades sísmicas na Lua. Quando a superfície se move, os gases que refletem a luz solar poderão fugir do interior da Lua. Isso explicaria os fenômenos luminosos, alguns dos quais duram horas”, disse Hakan Kayal, professor de tecnologia espacial em Julius-Maximilians-Universität Würzburg (JMU), pela Baviera, Alemanha. Os chamados fenômenos lunares transitórios se conhecem desde o decênio de 1950, contudo não foram observados de forma sistemática e a extenso prazo.

  • Mensagens: 3.964
  • Plantas com flores
  • Filtros de particularidade de visualização: FullHD 1080, HD 720, TS-Screaner
  • Biomedicina: Adrian Bird, por suas descobertas em epigenética
  • VEJO Santa Fé Canal 2 de Cablevideo Digital SA Vai Cablevideo e Gigared)
  • cinco – SistemasExpertos

Isto está mudando atualmente, Kayal e quer fazer a tua colaboração. Como primeiro passo, o professor e sua equipe criaram um telescópio lunar e o puseram em funcionamento no passado mês de abril. Está encontrado em um observatório privado em Portugal, a cerca de cem quilômetros ao norte de Sevilha, numa zona rural.

“Simplesmente há melhores condições climáticas pra observar a Lua, que pela Alemanha”, diz Kayal. O telescópio é sob equilíbrio à distância do campus da JMU. É composto de duas câmeras que monitoram a Lua, noite após noite. Apenas se ambas as câmeras registram um fenômeno luminoso, ao mesmo tempo, o telescópio ativa outras ações. Posteriormente, armazena as imagens e clips de vídeo do evento e envia uma mensagem de e-mail para a equipe de Kayal. O sistema ainda não está totalmente terminado: o software, que detecta automaticamente os flashes e outros fenômenos de iluminação, se está refinando ainda mais.

Kayal idealiza usar métodos de inteligência artificial, entre algumas coisas: as redes neurais garantem que o sistema aprende gradualmente a reconhecer um clarão de Lua de falhas técnicas ou de aves e aviões que passarem em frente à câmera.

estima-Se que será primordial mais um ano de trabalho antes que isso se possa fazer. Para Kayal, conter a taxa de falsos alarmes na quantidade do possível, é somente o primeiro passo nesse projeto. O sistema será usado mais tarde em uma atividade por satélite. As câmaras conseguem, dessa maneira, trabalhar em órbita em redor da Terra ou a Lua. O professor espera que isso conduza a resultados muito melhores: “Nos libraremos das perturbações causadas na atmosfera”.